Retalhos de Gilda

Escrever é um vício.

Textos

PASSEANDO PELAS LEMBRANÇAS BOAS DA MEMÓRIA
Diz a canção popular “recordar é viver”. Nestes dias de pandemia o que temos feito é isso: lembrar do que fazíamos e não podemos mais repetir. Esta memória seletiva, que causa sofrimento, saudade, não é exatamente o que sugere a palavra viver. Esta, está ligada à alegria, aos encontros, aos amores que deram certo. O cérebro não pode ser comandado. Não podemos excluir memórias dolorosas, mas podemos focar apenas nos momentos de grande prazer. As reuniões natalinas, de quando as crianças eram pequenas. As comemorações com os colegas, na formatura tão sonhada e batalhada. As visitas à fazenda dos avós, tirar leite da vaca, subir em árvore, comer jabuticaba no pé, etc.
Vamos praticar estes passeios, especialmente nos momentos de angústia do isolamento social. A minha sugestão é associar esta caminhada à meditação. Procura-se um lugar calmo, onde não haverá interrupções. Senta-se confortavelmente em uma cadeira. Deitar pode nos levar ao sono, que trará descanso ao corpo, mas não à mente. Fechar os olhos e prestar atenção à respiração. Aspirar profundamente, reter o ar por alguns segundos e expirar pausadamente. Repetir o gesto por mais cinco vezes. Deixar o pensamento livre, desfilando momentos e lugares. Que seu cérebro seja como a tela de um cinema, onde várias cenas desfilam sem conexão ou nexo. Se alguma memória lhe despertar o sentimento de saudade boa, este é o local do passeio. Pare a divagação.
Procure primeiro o cenário. Como estava o dia? Ensolarado, cinzento, temperatura agradável, ou calor intenso? Era um ambiente externo ou no interior de uma casa? Como era o colorido? Variado ou monocolor? Como você estava vestido? Você se lembra? Havia muita gente, eram duas pessoas ou você estava sozinho. Havia música no ar ou era o som do vento no arvoredo? Este som marcou o momento ou era mero detalhe? Continue buscando mais lembranças deste instante importante, que lhe veio à memória. Saboreie os sentimentos positivos.
Por fim agradeça a Deus esta experiência e volte novamente a focar em sua respiração. Aspire lentamente, prenda o ar no pulmão e expire desejando expulsar todos os sentimentos negativos e preocupações. Repita o gesto por mais três vezes e abra os olhos, reconheça o ambiente familiar.
Ao longo do dia, cada vez que algo negativo lhe vier à mente, lembre-se do seu passeio a um lugar e um momento tão agradável... Tenha um bom dia!
Gilda Porto
Enviado por Gilda Porto em 26/07/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras