Retalhos de Gilda

Escrever é um vício.

Textos

Mudança
Quando você muda de casa ou de trabalho, é obrigado a fazer uma vistoria nos seus pertences. Aí você encontra lembranças do passado, que nem sabia que tinha vivido, quanto mais guardado um objeto ligado a ela. O que fazer? Guardar o objeto novamente no mesmo lugar, ou jogá-lo na lata de lixo? Dúvida atroz que faz muita gente sofrer, inclusive a mim, há poucos dias. Decidi que o que passou, passou. O que foi bom será eternamente, enquanto eu viver, guardado na minha memória, não num pedaço de papel ou num retrato. Esta decisão resolve o meu problema hoje, e em todas as vezes que tiver que esvaziar uma casa ou gaveta. Se como diz a canção “o que dá pra rir, dá pra chorar” é válido, o mesmo destino serve para as recordações tristes: lata do lixo. (Texto baseado numa postagem do Pedro Bial no facebook)
Gilda Porto
Enviado por Gilda Porto em 22/10/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras